×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 29 de novembro de 2021

Eurodeputados exigem que banco de Portugal libere fundos da Venezuela para compra de vacinas

Eurodeputados exigem que banco de Portugal libere fundos da Venezuela para compra de vacinasFoto: Reprodução / Twitter

O deputado irlandês Mick Wallace foi um dos parlamentares a assinar a carta e denunciar bloqueio em redes sociais

Michele De Mello - Brasil De Fato | Caracas (venezuela) - 01/10/2021 - 07:41:40

Novo Banco bloqueia cerca 1,5 bilhão de dólares de dinheiro público venezuelano desde 2018

Uma coalizão de eurodeputados enviou, nesta quinta-feira (30), uma carta ao presidente do Novo Banco exigindo que libere os fundos públicos venezuelanos. Desde julho, o Estado venezuelano tenta acessar cerca de US$ 12,7 milhões (cerca de R$ 68 milhões) para compra de vacinas e insumos médicos. O banco português sequer respondeu às requisições feitas por emails.

"Pedimos que atue de acordo com o direito internacional nesse caso de extrema urgência e libere os fundos depositados no Novo Banco, que pertencem ao Bandes, com o objetivo de salvar a vida e a saúde das crianças venezuelanas", acusa o documento assinado por 37 parlamentares europeus.

No dia 15 de setembro, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social da Venezuela (Bandes) voltou a solicitar ao diretor do Novo Banco, Antonio Ramalho, que transferisse 10 milhões de euros a uma conta gerenciada pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, a fim de evitar o bloqueio dos EUA. O pedido original da transação foi feito em 23 de julho e permanece sem retorno.

Leia também: Em seis anos de bloqueio, Venezuela foi alvo de 150 sanções e 11 tentativas de golpe

O valor seria destinado à compra de 30 milhões de seringas; 6 milhões de vacinas contra sarampo, caxumba e rubéola; 5,5 milhões de vacinas contra difteria e tétano; 2 milhões de vacinas contra a poliomielite; e 1 milhão de vacinas contra a febre amarela.

Em 2020, governo e oposição venezuelanos já haviam acordado criar um fundo de combate à covid-19 que seria gerido pela Opas e alimentado com os ativos públicos depositados em bancos no exterior. O pacto foi reiterado na primeira rodada de negociação da Mesa de Diálogo Nacional, instalada no México.

:: União Europeia deixa de reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela ::

Em julho deste ano, a justiça portuguesa já havia permitido à Venezuela gerenciar suas contas em Portugal, desde que cada movimento fosse autorizado por um juiz. A sentença foi uma resposta a um processo aberto em 2020 pelo governo bolivariano. O Novo Banco, no entanto, continua a bloquear cerca 1,5 bilhão de dólares de dinheiro público venezuelano desde 2018.

:: O que está acontecendo na Venezuela? Veja cobertura completa ::

"É um roubo. Não há razão para reter pagamentos. Esperamos que muito rapidamente se possa restabelecer a ordem jurídica. Acreditamos na Justiça, a Justiça tem de atuar", declarou o vice-ministro de Relações Exteriores para a Europa, Yvan Gil.

Embora esteja em solo português, os maiores acionistas do Novo Banco são estadunidenses. Em 2018, a financeira Lone Star comprou 75% do banco, numa operação equivalente a 1 bilhão de euros. O caso está sendo investigado em Portugal, pois há denúncias de que os novos diretores do Banco teriam se favorecido de forma indevida com a venda.

Edição: Arturo Hartmann

Comentários para "Eurodeputados exigem que banco de Portugal libere fundos da Venezuela para compra de vacinas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Parlamento português aprova barriga de aluguel

Parlamento português aprova barriga de aluguel

De acordo com a lei aprovada, a gestante contratada já deve ter sido mãe de seu próprio filho.

Portugal restabelece restrições contra Covid-19 com alta de casos

Portugal restabelece restrições contra Covid-19 com alta de casos

País tem uma das maiores taxas de vacinação do mundo

Enem serve de acesso ao ensino superior no Brasil e em Portugal

Enem serve de acesso ao ensino superior no Brasil e em Portugal

Segundo dia de provas será no próximo domingo

'Lula está esplendoroso, mas Bolsonaro também está em boa forma', diz presidente de Portugal

'Lula está esplendoroso, mas Bolsonaro também está em boa forma', diz presidente de Portugal

Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal, está em um estado esplêndido. Nada todos os dias no mar gélido de Caxias, a 15 minutos de Lisboa. Com a calma de quem vai dissolver o Parlamento no início de dezembro, ele concedeu entrevista a correspondentes estrangeiros nesta terça (23).

Encontro avalia ações para aproximar Brasil e Portugal

Encontro avalia ações para aproximar Brasil e Portugal

João Ribeiro de Almeida, Bartolomeu Rodrigues, Renata Zuquim, Luís Faro Ramos e Alexandra Pinho, conselheira cultural da Embaixada de Portugal

ONG portuguesa lamenta

ONG portuguesa lamenta "acordo nebuloso" e pouca ação dos países na COP26

Inatituição pediu maior esforço até o fim da década

Força Aérea e Marinha de Portugal conduzem exercícios de guerra antissuperfície no Báltico

Força Aérea e Marinha de Portugal conduzem exercícios de guerra antissuperfície no Báltico

Os caças F-16M da Força Aérea de Portugal, juntamente com a fragata NRP Corte-Real da Marinha, realizaram exercícios de guerra antissuperfície com forças aliadas da OTAN.

Parlamento de Portugal legaliza eutanásia

Parlamento de Portugal legaliza eutanásia

A votação foi de 138 a favor, 84 contra e cinco abstenções. O projeto original foi vetado pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa em março.

Em Portugal, após impasse orçamentário, presidente anuncia eleições para 30/01

Em Portugal, após impasse orçamentário, presidente anuncia eleições para 30/01

Em um discurso, a data do pleito foi marcada após um processo que levou à dissolução do Parlamento em virtude do impasse pela aprovação do Orçamento de Estado de 2022.

Portugal aprova dissolução de Parlamento e presidente convocará eleições

Portugal aprova dissolução de Parlamento e presidente convocará eleições

"O Conselho de Estado deu parecer favorável à dissolução do Parlamento", disse a presidência portuguesa em nota. "É fundamental escutá-los."

Ministro da Economia de Portugal diz que eleições antecipadas podem resolver crise política

Ministro da Economia de Portugal diz que eleições antecipadas podem resolver crise política

Após rejeição do orçamento de Estado, o ministro da Economia português acredita que a realização de eleições antecipadas pode resolver a atual crise política do país.