×
ContextoExato

Tudo sobre a raça labrador retriever

Tudo sobre a raça labrador retrieverFoto: Reprodução Estadão

Labradores são ótimos com crianças, adultos e idosos

Por Luiza Cervenka De Assis - Estadão Conteúdo - 14/04/2021 - 13:18:08

Quando pensamos na raça labrador retriever, já imaginamos o cachorro dentro da água, brincando alegremente. Existe uma explicação para isso.

O Labrador é originário de Newfoundland ou Terra Nova, na costa oriental do Canadá. Lá era utilizado pelos pescadores para puxar as redes para a terra. Em 1830 a raça foi introduzida Inglaterra. Por conta do seu excelente faro, o labrador ganhou novas atividades. Excelente como cão de caça, deveria buscar o animal após abatido. Por ser um excelente nadador, destacou-se na caça aos patos, segundo a criadora Adriana Nannini do Canil Buddy Hunter.

filhote de labrador

O labrador tem linhas retas.
Foto: Giovanna Nannini

Características físicas do labrador

Como é uma raça bastante popular no Brasil e em outros países, infelizmente muitos animais fora do padrão (saúde e temperamento) estão sendo reproduzidos. Mas vamos falar de um labrador típido , proveniente de um criador de qualidade.

Veja as principais características físicas de um labrador retriever:

  • O labrador é um cão adaptado ao nado.
  • Ele é robusto, com ossatura larga e costelas em forma de barril. Essas características fazem com que pessoas leigas frequentemente confundam substância (massa muscular e ossatura) com gordura.
  • Cauda larga, como em lontras, serve de leme.
  • O corpo do labrador é bem simétrico: feito de ângulos retos, quadrados e paralelismos.
  • Sua cabeça é poderosa, quadrada, mas com expressão dócil.
  • A sua linha superior deve ser uma reta, desde o ombro até a ponta do rabo.
  • Sua pelagem é densa, com camada de subpelo, o que a torna bastante impermeável.
  • Patas arredondadas: dedos curtos e juntos. (lembra a pata de um gato).
  • São 3 as cores permitidas pelo padrão da raça: o preto, amarelo e chocolate.
  • A cor de seus olhos deve sempre ser castanha, do mel ao avelã.

Segundo Adriana, o labrador possui três cores: preto, chocolate e amarelo. A pigmentação das mucosas (nariz, lábios e redor dos olhos) e os coxins devem ser pretos. “Aqui no Brasil a cor menos procurada, infelizmente, é o preto. O preto é a cor geneticamente dominante e por isso é muitíssimo importante na criação. Por vezes os criadores deixaram de criar cães da cor preta devido à falta de procura, e isso acarretou na perda de qualidade do plantel, já que por ser a cor dominante ela é importante para a preservação das características da raça” explica.

Com todas essas características, a raça é uma das mais utilizadas como cães de serviço e cães guia.

As cores do labrador devem ser preto, marrom ou caramelo.
Foto: Giovanna Nannini

Quando falamos de comportamento, entendemos porque é a raça preferida dos norte americanos.

Veja as principais características comportamentais do labrador:

  • Extremamente sociais: assim como é afável com as pessoas, o Labrador convive muito bem com outros cães e animais domésticos.
  • Alegre
  • Companheiro
  • Solícito
  • Sem nenhum traço de agressividade
  • Com uma eterna vontade de agradar o tutor
  • Inteligente
  • Facilmente adestrável
  • Conhecido como “cão da família” por não ser um cão de um único dono, tem amor suficiente para transmitir a todos e por se identificar com todos os integrantes dela criança (dócil e paciente), jovem (ativo e social), adulto e idoso (companhia inseparável)
  • Paciente
  • Adaptável a qualquer ambiente e rotina

Depois dessa lista, dá vontade de ter um ursinho desses em casa. Mas alguns cuidados devem ser tomados.

Mas e o famoso filme “Marley e Eu”? Será que aquele cão indomável é o típico labrador?

Adriana é veemente ao dizer que essa fama é um mito. “O Marley representa um labrador atípico. Qualquer cão pode se tornar arteiro sem a devida orientação e adestramento” conta.

Existem vários motivos que o tornam um labrador arteiro. Um bom criador tem que se preocupar com a genética e selecionar o temperamento na sua criação. “Se alguém possui um labrador destruidor pode ser que o tenha adquirido de um criador que não preza por essa seleção de temperamento” alerta Adriana.

A criadora ainda pontua que se você adquiriu seu labrador de um criador responsável e sua energia e inteligência forem corretamente canalizadas para o seu adestramento e enriquecimento ambiental, você terá o cão ideal.

Quais os principais cuidado com um labrador

O labrador é uma raça que exige poucos cuidados. “Deve-se evitar criá-lo em piso liso e com sobrepeso, principalmente durante o crescimento, pois a chances de desenvolver-se displasia coxofemoral e de cotovelo aumentam. Pelo mesmo motivo, é importante evitar exercícios com grandes impactos durante essa fase, como corridas em terrenos íngremes e saltos. É essencial uma alimentação de qualidade, recomenda-se rações super premium. É um cão que exige exercício, mas não chega a ser hiperativo, caminhada e brincadeiras bastam para que ele queime energia” pontua Adriana.

Por ser um cão extremamente inteligente, é necessário oferecer atividades para estimular sua cognição. Sem isso, ele pode inventar coisas que podem desagradar o tutor.

Dentre uma lista das raças com maior chance de desenvolver sintomas de Ansiedade por Separação, está o nosso querido labrador. “Por ser um cão carente, pode se tornar muito ansioso e desenvolver hábitos nocivos se deixado muito tempo sozinho” relata Adriana.

O tutor ideal é aquele que saiba que terá em suas mãos um cão com grande potencial de inteligência. O labrador não deve ser deixando isolado no jardim, sem convívio com sua família. Para ser um bom cão ele precisa conviver com todos, participar da rotina da família, saber o que é certo ou errado e isso se dá através da convivência.

Devido a sua crianção, os labradores amam brincar na água
Foto: Giovanna Nannini

Por que o labrador ama água?

Adriana explica que essa característica é proveniente do seu trabalho inicial de retriever: busca de caça abatida na água. Para isso foi selecionado e adaptado. Ao nadar possuem enorme desenvoltura e facilidade, nadando com rapidez e eficiência. Desde filhotes eles já buscam fontes de água como sinônimo de brincadeira. A afinidade com a água é uma característica instintiva nos labradores. Quando soltamos labradores que nunca viram uma piscina no nosso sítio que possui uma, eles se dirigem diretamente para ela, sem necessitarem de estímulos.

Mas devido a sua atração pela água, é importante ensiná-lo como sair da piscina. O ideal é que a piscina seja adaptada para cães com uma saída segura (rampa ou escada) onde tenha a certeza que o cão sairá com facilidade sozinho.

É possível ter um labrador em uma casa com piscina sem que ele entre o tempo todo. “Basta adestra-lo a entrar na piscina somente com o comando do tutor. Como o labrador tem esse instinto pela água, o adestramento tem que ser muito bem feito” conta Adriana.

Se você se apaixonou pela raça e pretende ter um labrador para chamar de seu, cuidado! Busque criadores idôneos, que se preocupem com a seleção correta da genética. Há muitas doenças sérias que podem ser evitadas apenas com testes genéticos e a seleção dos padriadores (pais).

Ter um cão saudável e com bom temperamento também depende na nossa responsabilidade enquanto tutor.

Comentários para "Tudo sobre a raça labrador retriever":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório