×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 05 de julho de 2022

Queiroz em pré-campanha celebra mortes no Rio e divulga fake news contra Marcelo Freixo

Queiroz em pré-campanha celebra mortes no Rio e divulga fake news contra Marcelo FreixoFoto: Tomaz Silva - Agência Brasil

Queiroz também usou as redes sociais para replicar uma notícia falsa contra o deputado Marcelo Freixo

Estadão Conteúdo - 25/05/2022 - 19:54:39

Em pré-campanha para as eleições de 2022, Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio, comemorou na internet as mais de 20 mortes ocorridas na véspera na operação policial na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, na zona norte da capital fluminense.

O policial militar da reserva é investigado no esquema das rachadinhas, como ficou conhecido o suposto desvio de salários de funcionários-fantasma em gabinetes de parlamentares para beneficiar políticos; em especial o próprio Flávio Bolsonaro. O MP do Rio prepara uma nova denúncia sobre o caso do hoje senador ex-deputado estadual, após o Superior Tribunal de Justiça anular a maioria das provas do inquérito original.

Queiroz também usou as redes sociais para replicar uma notícia falsa contra o deputado Marcelo Freixo (PSB-RJ), pré-candidato ao governo do Estado. O bolsonarista atribuiu ao parlamentar declarações de hostilidade às forças de segurança. Segundo o texto falsificado, o deputado acusaria os policiais de "assassinar" moradores "pretos, pobres e favelados" na Vila Cruzeiro. Freixo negou ter feito a postagem, que chamou de "mentira mal contada" e "fake news".

"Estão espalhando em grupos de whatsapp e nas redes sociais uma postagem falsa sobre mim em relação à operação de hoje (ontem, terça-feira, 24) no Alemão", escreveu. "A publicação simula uma publicação no meu perfil no Twitter. A mentira é tão mal contada que ela comete erros básicos. Por exemplo, a postagem falsa passa a quantidade permitida de caracteres no Twitter", escreveu

Na postagem no Instagram, Queiroz replicou o print do falso tuíte atribuído ao parlamentar. Nele, o deputado chamaria os policiais envolvidos nas mortes da operação na Vila Cruzeiro de "criminosos". Também defenderia o fim do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil. Na legenda, Queiroz xinga Freixo e diz que o deputado perdeu 22 eleitores, em referência aos mortos na operação. Por isso, afirma, o deputado reclamaria da ação da Polícia.

"Só porque perdeu 22 eleitores. Ah! 22 é BOLSONARO", escreveu Queiroz.

Freixo atribuiu a divulgação da postagem falsa à disputa eleitoral no Rio, onde aparece em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto.

"Segurança Pública é coisa séria e não pode ser usada como arma eleitoral através de fake news. Essa postagem é falsa e não foi feita por mim, já me posicionei sobre isso publicamente. A mentira é tão mal contada que o texto ultrapassa o limite de 280 caracteres permitido pelo Twitter. O que eu defendo é que as políticas públicas e ações policiais sejam realizadas com base em planejamento e inteligência. As maiores apreensões de fuzil foram feitas no aeroporto do Galeão e na casa de um traficante de armas ligado a Ronnie Lessa, assassino de Marielle (Franco, vereadora assassinada em 2018), sem que um tiro tenha sido disparado", diz Freixo.

Procurado pelo Estadão, Queiroz ainda não se pronunciou sobre a publicação.


fonte: Estadão Conteudo


Comentários para "Queiroz em pré-campanha celebra mortes no Rio e divulga fake news contra Marcelo Freixo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Justiça do Rio envia ao STJ análise de delação envolvendo governador

Justiça do Rio envia ao STJ análise de delação envolvendo governador

Petições de Claudio Castro e ex-delegado pedem anulação do acordo

Lula critica orçamento secreto, mas oposição já discute divisão de verbas em 2023

Lula critica orçamento secreto, mas oposição já discute divisão de verbas em 2023

Apoiadores da chapa Lula-Alckmin querem preservar a distribuição de recursos sob controle do Legislativo mas com maior divisão entre as bancadas.

Mil prefeitos se mobilizam no Congresso contra PEC

Mil prefeitos se mobilizam no Congresso contra PEC

As pautas de redução de arrecadação têm impacto estimado pela CNM de R$ 51,6 bilhões por ano, sendo R$ 31,2 bilhões de medidas já aprovadas.

Rede 5G será tão revolucionária quanto lançamento da Internet e dos smartphones, diz especialista

Rede 5G será tão revolucionária quanto lançamento da Internet e dos smartphones, diz especialista

Neste último final de semana, usuários com smartphones compatíveis com a nova rede em Brasília já estavam detectando o sinal

Bancários realizam atos em todo o país contra assédio sexual na Caixa

Bancários realizam atos em todo o país contra assédio sexual na Caixa

Manifestações cobram apuração das denúncias de bancárias da Caixa e proteção para as vítimas

'Bolsonaro é um show de horror; Lula propõe soluções antigas'

'Bolsonaro é um show de horror; Lula propõe soluções antigas'

Com outros empresários, ele ajuda a preparar propostas para o plano de governo de Simone Tebet

Pacheco deve autorizar CPI do MEC; oposição espera começar investigação em agosto

Pacheco deve autorizar CPI do MEC; oposição espera começar investigação em agosto

A CPI deve ser instalada para investigar o esquema de distribuição de verbas e controle da agenda do Ministério da Educação

Lula sela acordo com França, que tenta atrair Kassab para o palanque de Haddad

Lula sela acordo com França, que tenta atrair Kassab para o palanque de Haddad

Com o PSD em seu palanque, Haddad ampliaria em 40 segundos seu tempo de TV no horário eleitoral.

Denúncias de assédio sexual na Caixa serão apuradas com rigor, diz nova presidente

Denúncias de assédio sexual na Caixa serão apuradas com rigor, diz nova presidente

Ao assumir a Caixa, Daniella será a única mulher a presidir, na atualidade, um dos cinco maiores bancos brasileiros.

MPF e DPU responsabilizam governo por mortes de Bruno e Dom e pedem R$ 50 mi de indenização

MPF e DPU responsabilizam governo por mortes de Bruno e Dom e pedem R$ 50 mi de indenização

Órgãos pedem ações para garantir segurança de indígenas e servidores e apontam

Presidente de Portugal discute cenário no exterior com Temer sem citar Bolsonaro

Presidente de Portugal discute cenário no exterior com Temer sem citar Bolsonaro

O nome do presidente Jair Bolsonaro (PL), que desmarcou de última hora a agenda que teria com o português, não foi citado em nenhum momento.