×
ContextoExato

Dino diz que Bolsonaro 'é como batedor de carteira que grita pega ladrão' por pedir governadores em CPI

Dino diz que Bolsonaro 'é como batedor de carteira que grita pega ladrão' por pedir governadores em CPIFoto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247

Segundo o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), a inclusão da investigação contra estados e municípios fará com que as apurações contra o governo Jair Bolsonaro não andem

Portal Brasil 247 - 13/04/2021 - 21:09:29

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), comparou Jair Bolsonaro com um "batedor de carteira" que grita "pega ladrão para poder fugir" ao pressionar para que a CPI da Covid no Senado também investigue governadores e prefeitos.

Segundo Dino, a inclusão da investigação contra estados e municípios fará com que as apurações contra o governo federal não andem.

Ainda, em entrevista ao jornal O Globo, a recente conversa vazada de Bolsonaro com o senador Jorge Kajuru (Cidadania) “mostra de um lado Bolsonaro desesperado com a CPI e de outro lado chantagem sobre o Supremo. Isso é crime de responsabilidade”.

“Segundo a lei 1.979 de 1950, o presidente não pode ameaçar e coagir os outros poderes. Configura uma interferência ilegítima. Ficou muito nítido na gravação ele articulando o pedido de impeachment do ministro do Supremo [Alexandre de Moreas] para fazer um arrego geral. Colocar todo mundo de joelho: governadores, o Senado, o Supremo. A gravação confirma que é um déspota”, argumenta.

Pacheco unifica CPIs

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM), unificou o requerimento das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) contra Jair Bolsonaro e contra governadores e prefeitos, apresentados pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede) e Eduardo Girão (Podemos), respectivamente.

Pacheco afirmou que as duas CPI tratam de "assuntos conexos" e que há precedente para a unificação de objetos determinados de dois pedidos distintos.

O presidente do Senado unificou o pedido que trata das "ações e omissões" do governo federal, "acrescido" do pedido de Girão, que trata dos estados e dos municípios, destacando que a investigação deve se limitar ao destino de verbas de origens federais.

Segundo Pacheco afirmou mais cedo, os partidos terão dez dias para indicar membros para a CPI da Covid.

Conversa gravada

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) gravou e divulgou uma conversa em que Jair Bolsonaro defendeu uma mudanças nos rumos da CPI da Pandemia, no sentido de ampliar as investigações contra governadores e prefeitos, além de pedir impeachment de ministros do STF.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou que não pautará pedidos de afastamento de magistrados da Corte. A medida, de acordo com o parlamentar, seria uma espécie de "revanchismo ou retaliação".

Acompanhe ao vivo:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários para "Dino diz que Bolsonaro 'é como batedor de carteira que grita pega ladrão' por pedir governadores em CPI":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório