×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 21 de setembro de 2021

Bolsonaro evoca cena histórica exatamente como Hugo ChávezFoto: Jair Bolsonaro Redes Sociais/Reprodução

Bolsonaro evoca cena histórica exatamente como Hugo Chávez

Presidente, para estimular a ideia de um levante em 7 de setembro, tenta imitar quadro de D. Pedro I no grito do Ipiranga, ao desfilar a cavalo com bandeira

Por Matheus Leitão - Revista Veja - 02/09/2021 - 10:44:04

O único atributo que Jair Bolsonaro ainda precisa conquistar para se equiparar a Hugo Chávez é a concentração de poderes que o venezuelano conseguiu usurpar para si. O presidente brasileiro gostaria muito de ter tudo o que Chávez conseguiu. Mas tem dificuldades porque enfrenta a reação de parcela expressiva da população, e rejeição das frequentes tentativas de interferência e intimidação contra o Legislativo, o Judiciário, o Ministério Público, a imprensa e, mais recentemente, o sistema bancário.

A nova “hugo-chavuscada” de Bolsonaro foi aparecer montado a cavalo, em Uberlândia, empunhando uma bandeira do Brasil, numa cena parecida com a do famoso quadro “Independência ou Morte”. Nele, o pintor brasileiro Pedro Américo retratou o momento em que Dom Pedro I, de cima de seu cavalo e empunhando uma espada, teria altivamente gritado “independência ou morte”, selando a separação entre Brasil e Portugal em 7 de Setembro de 1822 –mesmo dia em que, em 2021, Bolsonaro sugere que tentará um levante armado.

Leia a matéria completa

Comentários para "Bolsonaro evoca cena histórica exatamente como Hugo Chávez":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório