×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de janeiro de 2022

Saiba como contribuir com a Campanha Natal Sem Fome do MST

Saiba como contribuir com a Campanha Natal Sem Fome do MSTFoto: Wellington Lenon/MST Paraná

Ações de solidariedade do MST no Paraná

Brasil De Fato | Recife(pe) - 13/12/2021 - 18:37:25

A ação solidária levará cestas com alimentos da reforma agrária para indígenas e comunidades periféricas

As doações para a C ampanha Natal Sem Fome - cultivando a solidariedade para alimentar o povo - começaram nesta sexta-feira (10) e seguem até 6 de Janeiro. A inciativa é do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em parceria com coletivos, sindicatos e outras organizações populares. A prioridade da campanha é ajudar famílias desempregadas, pessoas que moram nas ocupações, populações indígena e em situação de rua. Veja os detalhes para participar da campanha no final desta matéria.


As cestas de natal do MST são formadas por alimentos produzidos em assentamentos da reforma agrária. A proposta é que cada cesta consiga suprir a demanda de uma família com até quatro pessoas por um mês. Para isso, a coordenação da campanha está reforçando a importância das doações, de modo que o movimento consiga levar o maior número possível de itens para as famílias beneficiadas.

"O foco da nossa campanha este ano é a gente poder arrecadar alimentos das nossas áreas, mas também doações, recursos financeiros, para que a gente possa montar cestas da reforma agrária e possa entregar para população que se encontra em situação mais vulnerável", explicou Luana Carvalho, da direção nacional do MST.

O Natal Sem Fome do MST estará presente em diversos estados, como São Paulo, Pernambuco, Paraná e Mato Grosso do Sul. Há pontos de arrecadação nos 15 Armazéns do Campo e áreas parceiras. A lista completa dos espaços está disponível no site do MST.


Além das doações das cestas básicas, o MST também pretende levar, por meio da campanha, informações sobre o processo de desmontes de políticas do governo Bolsonaro que levaram a população à situação de fome. A campanha conta com o apoio de artistas e figuras públicas, como a apresentadora Xuxa Meneghel e o economista Eduardo Moreira.

Solidariedade

A campanha foi lançada no dia 10 de dezembro, quando é o comemorado o Dia Internacional dos Direitos Humanos. A solidariedade, desde o início da pandemia, tem sido uma característica do MST na luta pelos direitos humanos no Brasil.

"Há 72 anos, as organizações de todo o mundo declararam esse dia, como o dia de luta pelos direitos humanos. Agora, tem coisa mais fundamental para o ser humano do que o alimento? É disso que nós estamos falando, por isso o MST, a CUT, intelectuais, professores estão mobilizados nessa campanha do Natal Sem Fome”, afirmou o dirigente do movimento, João Pedro Stedile, em convocatória para participar da campanha.


Desde o início da pandemia, o MST já doou 5 mil toneladas de alimentos saudáveis, 1 milhão de marmitas e 50 mil máscaras. Os dados da conta bancária para doação estão logo abaixo:

CONTA BANCÁRIA

Caixa Econômica
AG 1231
CC 2260-1 OP 003
CNPJ 11.586.301/0001-65
PIX: campanha@institutocultivar.org.br

Edição: Mauro Ramos

Comentários para "Saiba como contribuir com a Campanha Natal Sem Fome do MST":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Polícia divulga suspeito pela morte de Beatriz Mota; saiba quais os próximos passos do processo

Polícia divulga suspeito pela morte de Beatriz Mota; saiba quais os próximos passos do processo

Beatriz foi encontrada sem vida após golpes de faca no momento em que ocorria uma festa na escola onde estudava

TJDFT: Maria da Penha Vai à Escola é incluído em Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

TJDFT: Maria da Penha Vai à Escola é incluído em Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

Como parceiro institucional, o TJDFT participou, ainda, da instalação dos Núcleos Integrados de Atendimento à Mulher – NUIAMs, uma iniciativa da Polícia Civil do DF, que também consta no Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

Funai de Bolsonaro é pior que a de 1968, diz indigenista que enfrentou a ditadura militar

Funai de Bolsonaro é pior que a de 1968, diz indigenista que enfrentou a ditadura militar

Egydio Schwade:

Família Acolhedora: Cuidado para as crianças que mais precisam

Família Acolhedora: Cuidado para as crianças que mais precisam

O acolhimento, previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, não deve ultrapassar os 18 meses e tem como objetivo a reintegração familiar ou o encaminhamento para família substituta

Solidariedade: Esperança e alimento para milhões de brasileiros que não têm o que comer

Solidariedade: Esperança e alimento para milhões de brasileiros que não têm o que comer

De acordo com a Rede Penssan, 55,2% das pessoas no país vivem algum nível de insegurança alimentar

América Latina e Caribe podem cortar consumo pela metade e reduzir pobreza

América Latina e Caribe podem cortar consumo pela metade e reduzir pobreza

Algumas propostas do relatório incluem medidas já testadas em cidades como Fortaleza, no Brasil, com o sistema de transporte público

E se você tivesse o poder de mudar o futuro? Você pode salvar uma vida

E se você tivesse o poder de mudar o futuro? Você pode salvar uma vida

Por onde você começaria?

Solidariedade e mobilizações de rua marcam o ano de 2021

Solidariedade e mobilizações de rua marcam o ano de 2021

As lutas contra a venda das estatais e a favor do serviço público também marcaram o ano de 2021

Campanha Natal Sem Fome distribui 1.500 toneladas de alimentos em todo o País

Campanha Natal Sem Fome distribui 1.500 toneladas de alimentos em todo o País

A Ação Cidadania ainda receberá doações pela internet, na página oficial do Natal Sem Fome (www.natalsemfome.org.br), até o fim de dezembro.

Diretor-Geral do Detran/DF, Zélio Maia entrega brinquedos arrecadados pela campanha Natal Feliz

Diretor-Geral do Detran/DF, Zélio Maia entrega brinquedos arrecadados pela campanha Natal Feliz

Para Zélio Maia, o momento foi de recuperação do verdadeiro espírdo Natal. “Quando estamos presentes na vida das pessoas, especialmente das que mais precisam, propagamos

ABBA lança música de Natal e doa direitos autorais para o Unicef

ABBA lança música de Natal e doa direitos autorais para o Unicef

Especialistas pedem nova abordagem sobre passado colonial na grade curricular.