×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 09 de agosto de 2022

Polícia divulga suspeito pela morte de Beatriz Mota; saiba quais os próximos passos do processo

Polícia divulga suspeito pela morte de Beatriz Mota; saiba quais os próximos passos do processo

Foto: Divulgação

Beatriz foi encontrada sem vida após golpes de faca no momento em que ocorria uma festa na escola onde estudava

Vanessa Gonzaga - Brasil De Fato | Petrolina (pe) - 15/01/2022 - 07:29:10

Condenado por outros crimes, o suspeito confessou o crime; Lucinha Mota pede outras provas que sustentem acusação

Com uma investigação que se prolongou por diversos órgãos em seis anos, a Polícia Científica de Pernambuco divulgou na noite desta terça (11), a identidade do suspeito da morte da menina Beatriz Angélica Mota, de 7 anos. O crime aconteceu em 2015, dentro de uma escola privada na cidade de Petrolina (PE), onde a menina foi encontrada sem vida após golpes de faca.

Leia: Em PE, família marcha 700 km para pedir a federalização das investigações sobre morte de menina

Nas últimas semanas, os pais da menina, Lucinha Mota e Sandro Romilton, que era professor da escola onde Beatriz morreu, causaram comoção nacional ao caminhar mais de 700km de Petrolina ao Recife exigindo celeridade na investigação, além da federalização do caso. Agora, cerca de 15 dias após a chegada ao Recife e uma rodada de reuniões com o Governo do Estado e órgãos de segurança pública, a investigação ganha outros contornos.

O acusado

Segundo a Polícia Científica, o acusado é Marcelo da Silva, de 40 anos. Ele já cumpria pena por outros crimes na cidade de Salgueiro, no sertão pernambucano, e confessou o assassinato na prisão para um grupo de delegados. A polícia não divulgou quais crimes são atribuídos a ele.

De acordo com as declarações do acusado, o crime não foi planejado e não contou com cúmplices / Divulgação

Em coletiva de imprensa da Polícia Civil, Polícia Científica e Ministério Público nesta quarta (12), o Secretário de Defesa Social de Pernambuco, Humberto Freire, afirmou que a narrativa e motivação do crime vão ao encontro dos rumos que a investigação tomou.

De acordo com o secretário, Marcelo estaria nos arredores da escola em busca de dinheiro para sair da cidade. Já no local, o acusado encontrou Beatriz nos corredores e “diante desse exaspero, do susto que ela demonstrou, ele acabou a silenciando-a à facadas”, segundo Freire, que afirma que o crime não foi planejado e não contou com cúmplices. O secretário também afirmou que foram contabilizados 10 golpes de faca e não 42 como havia sido divulgado. 42 é o número de fotografias das facadas que constam no processos, já que os ferimentos são fotografados de diferentes ângulos.

Além da confissão do acusado, a denúncia se sustenta também através de laudos que apontam que o DNA de Marcelo estava na faca utilizada para o crime e que foi encontrada junto da criança.

A polícia afirmou que seguirá a investigação e que manterá diálogo com o Ministério Público de Pernambuco para a continuidade do processo. Também presente na coletiva, a coordenadora do Centro de Apoio Operacional Criminal do MPPE, Ângela Cruz afirmou que já requisitou perícias complementares e contraprovas à Polícia Científica.

A família

Ainda na noite de terça (11), Lucinha Mota se pronunciou através das redes sociais. Ela afirma que a família soube da divulgação da identidade do acusado através da imprensa, mas que chegou a conversar com o chefe de polícia, que confirmou as informações. “Eu peço a Deus que isso se confirme, que esse assassino seja condenado. Eu devo isso a cada um de vocês, que colaboram com a nossa luta e tem o direito de saber toda a verdade” agradeceu.

Ela também ressaltou que espera que o conjunto de elementos da perícia confirme a confissão “Se foi feito um exame de DNA e ele deu positivo, existem outros elementos que precisam ser confirmados”. Ela refuta a hipótese de um crime não planejado “Ninguém entra no colégio sem ser conduzido por alguém, ainda mais na área daquelas salas”. Lucinha também afirmou que terá acesso às oitivas do acusado.

Na manhã desta quarta (12), os pais de Beatriz foram até o Recife na expectativa de acompanhar a coletiva de imprensa das Polícias Civil e Científica e MPPE, mas não foram autorizados a entrar no local. “Querem nos impedir de fazer as perguntas certas?” perguntou Lucinha.

Com a negativa do acesso ao evento, Lucinha e Sandro foram recebidos às 10:30h da manhã pelo chefe da Polícia Civil e pelo Secretário de Defesa Social. Ainda não há informações sobre os desdobramentos da reunião.

Edição: Rani de Mendonça

Comentários para "Polícia divulga suspeito pela morte de Beatriz Mota; saiba quais os próximos passos do processo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
Operação Res Capta: MPF denuncia 27 pessoas por corrupção, associação criminosa e crimes ambientais

Operação Res Capta: MPF denuncia 27 pessoas por corrupção, associação criminosa e crimes ambientais

Ministro suspende novo decreto que reduziu IPI de produtos que concorrem com os produzidos na ZFM

Ministro suspende novo decreto que reduziu IPI de produtos que concorrem com os produzidos na ZFM

“O TSE não está só, porque a sociedade não tolera o negacionismo eleitoral”, afirma Fachin

“O TSE não está só, porque a sociedade não tolera o negacionismo eleitoral”, afirma Fachin

Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas

Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas

60 anos da psicologia é marcada por manifestações em defesa da democracia

60 anos da psicologia é marcada por manifestações em defesa da democracia

Roubo de celular vira ‘porta de entrada’ para invasão a contas e cartões

Roubo de celular vira ‘porta de entrada’ para invasão a contas e cartões

Por que as eleições deste ano podem ser as mais atípicas já vistas no Brasil?

Por que as eleições deste ano podem ser as mais atípicas já vistas no Brasil?

“É mito que o álcool faz bem para a saúde”, diz médica da Opas

“É mito que o álcool faz bem para a saúde”, diz médica da Opas

TSE e Kwai estreiam Central das Eleições

TSE e Kwai estreiam Central das Eleições

Preso sob acusação de matar Marielle é condenado por tráfico de armas

Preso sob acusação de matar Marielle é condenado por tráfico de armas

UnB divulga nota à comunidade sobre a doença Monkeypox

UnB divulga nota à comunidade sobre a doença Monkeypox

Internautas cobram cassação do registro de Damares por fake news contra Lula

Internautas cobram cassação do registro de Damares por fake news contra Lula

Prazos processuais judiciais voltam a fluir no TJDFT

Prazos processuais judiciais voltam a fluir no TJDFT

MPDFT apresenta resultados da aplicação de medidas alternativas em 2021

MPDFT apresenta resultados da aplicação de medidas alternativas em 2021

Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos de R$ 2,5 bilhões neste ano

Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos de R$ 2,5 bilhões neste ano

Ministério da Saúde lança Campanha Nacional de Vacinação

Ministério da Saúde lança Campanha Nacional de Vacinação

Deputados tentam tirar dados negativos de próprios verbetes na Wikipédia

Deputados tentam tirar dados negativos de próprios verbetes na Wikipédia

Neca Setubal: 'Sociedade civil e entidades acordaram'

Neca Setubal: 'Sociedade civil e entidades acordaram'

Brazilian Day Japão acontece no mês de setembro em Hamamatsu

Brazilian Day Japão acontece no mês de setembro em Hamamatsu

CNMP desmente que processará procuradores que assinaram manifesto

CNMP desmente que processará procuradores que assinaram manifesto

MPF solicita que PF e Funai investiguem incêndio que atingiu aldeia Xavante

MPF solicita que PF e Funai investiguem incêndio que atingiu aldeia Xavante