×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 29 de novembro de 2021

Compromisso é erradicar desmatamento até 2030, Brasil o fará até 2028, diz Tereza Cristina

Compromisso é erradicar desmatamento até 2030, Brasil o fará até 2028, diz Tereza CristinaFoto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil

Tereza Cristina, avaliou que a adesão do Brasil ao acordo de redução da emissão de metano em 30% até 2030 trará "oportunidades à agropecuária e outros segmentos".

Estadão Conteúdo - 22/11/2021 - 16:25:39

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, destacou nesta segunda, 22, que a Agropecuária é um setor muito importante na agenda climática mundial. "Nosso compromisso é erradicar desmatamento até 2030, e o Brasil vai fazer isso. Em breve, o ministro Joaquim Leite falará mais sobre conseguirmos isso em 2028", afirmou, durante entrevista coletiva para fazer um balanço da participação do Brasil na COP-26, ao lado dos ministros do Meio Ambiente e também do das Relações Exteriores, Carlos França.


Ela ressaltou o resultado do Programa ABC, que o Brasil desenvolve há 10 anos, e o ABC+, voltado à baixa emissão de carbono e que, segundo Tereza, foi a grande estratégia para o cumprimento da meta brasileira. A ministra salientou que o seu ministério terá de acelerar programas pró-preservação e valorizar cada vez mais os serviços de preservação da floresta. "O Brasil levou temas para a COP que o País já trabalha há muito tempo", enfatizou.


METANO

Tereza Cristina, avaliou que a adesão do Brasil ao acordo de redução da emissão de metano em 30% até 2030 trará "oportunidades à agropecuária e outros segmentos". Ela fez esta consideração durante entrevista coletiva para fazer um balanço da participação do Brasil na COP-26. No Palácio do Itamaraty.


No dia do anúncio de que o País seria signatário, uma fonte explicou ao Broadcast que a adesão não significaria qualquer empenho extra do Brasil, além daquele que já promove nessa área. A ministra enfatizou que a meta de redução de 30% do acordo de metano não é para o Brasil, mas deve ser atingido pelo grupo todo, formado por 104 países signatários.


Na mesma coletiva, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, declarou que a participação do Brasil nesse acordo foi estratégico. "Aderimos ao acordo para expor ao mundo programas nacionais que já existem", explicou.


CRÉDITO DE CARBONO

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, previu que o Brasil poderá ser capaz de exportar US$ 10 bilhões em crédito de carbono depois que o assunto foi debatido durante a Convenção do Clima de Glasgow (COP-26). O mercado total, conforme ele, deve ser de US$ 50 bilhões, mas o ministro não identificou sobre qual período falava durante entrevista coletiva para fazer um balanço da participação do Brasil na COP-26.


Mais uma vez, Leite disse que o Brasil saiu vitorioso na COP-26, e que o País é parte da solução para o desafio global de aquecimento.


"A COP-26 não foi ideal em todos os temas, mas o Brasil será protagonista do mercado de carbono", previu. "O Brasil será o maior exportador de crédito de carbono para países e empresas", continuou.


fonte: Estadão Conteudo

Comentários para "Compromisso é erradicar desmatamento até 2030, Brasil o fará até 2028, diz Tereza Cristina":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Saiba quais partidos já confirmaram pré-candidaturas à Presidência

Saiba quais partidos já confirmaram pré-candidaturas à Presidência

Governador de SP venceu disputa com Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio - Divulgação/PSDB

Grupo de WhatsApp simboliza apoio de cúpula militar a Sérgio Moro

Grupo de WhatsApp simboliza apoio de cúpula militar a Sérgio Moro

Na semana passada, a filiação do general Carlos Alberto dos Santos Cruz ao Podemos, partido do presidenciável Sérgio Moro, expôs um movimento que pode rachar o apoio ao presidente Jair Bolsonaro nas Forças Armadas

Simone Tebet: Mais um nome na disputa da terceira via

Simone Tebet: Mais um nome na disputa da terceira via

Anúncio da candidatura de Simone Tebet aumenta opções em 2022

Ida de Santos Cruz ao Podemos sinaliza divisão dos militares entre Moro e Bolsonaro

Ida de Santos Cruz ao Podemos sinaliza divisão dos militares entre Moro e Bolsonaro

Bate-papo com Hélio Doyle

'O Brasil cometeu o equívoco de minimizar a questão do desmatamento', diz Kátia Abreu em entrevista

'O Brasil cometeu o equívoco de minimizar a questão do desmatamento', diz Kátia Abreu em entrevista

'O Brasil cometeu o equívoco de minimizar a questão do desmatamento', diz Kátia Abreu à Sputnik

Justiça do DF nega indenização por charge com informação equivocada sobre herança de Mariza Leticia

Justiça do DF nega indenização por charge com informação equivocada sobre herança de Mariza Leticia

Turma nega indenização por charge com informação equivocada sobre herança de ex-primeira dama

Congresso tem sessão solene pelo fim da violência contra as mulheres

Congresso tem sessão solene pelo fim da violência contra as mulheres

Sessão marcou o início da campanha dos "16 Dias de Ativismo"

Itamaraty troca seu alto escalão e revê políticas de Ernesto Araújo

Itamaraty troca seu alto escalão e revê políticas de Ernesto Araújo

Mudanças na entidade ainda dependem de indicações formais do presidente Jair Bolsonaro para a chefia de embaixadas.

A revogação da chamada

A revogação da chamada "PEC da Bengala" e o casuísmo no processo legislativo

A deputada bolsonarista e presidente da CCJC, Bia Kicis, revogou a Emenda Constitucional 88 restabelecendo a idade de 70 anos para aposentadoria, a fim de favorecer nomeações de Jair Bolsonaro ao STF

Repressão a movimentos populares é

Repressão a movimentos populares é "calcanhar de aquiles" de Mendonça em sabatina no Senado

Indicação de Mendonça deve ser levada à CCJ na próxima semana; data ainda não foi definida

Que falta nos faz um país

Que falta nos faz um país

Que falta nos faz um país é o título de uma das matérias desfiando uma das canções de Aldir Blanc