×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 29 de novembro de 2021

OMS diz que não há urgência para vacinas contra Covid em crianças

OMS diz que não há urgência para vacinas contra Covid em criançasFoto: Unicef/Vinay Panjwani

OMS diz que cabe aos países decidirem vacinar ou não as crianças.

Agência Onu News De Noticias - 24/11/2021 - 18:33:31

Segundo a agência da ONU, países devem continuar dando prioridade à partilha de doses por meio do mecanismo Covax, antes de imunizar crianças e adolescentes de baixo risco; urgência continua sendo também em vacinar idosos, pessoas com doenças crônicas e trabalhadores de saúde.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, confirma: as vacinas contra a Covid-19 que receberam autorização de entidades regulatórias para serem aplicadas em crianças e adolescentes são seguras e eficazes para reduzir os impactos da doença nesses grupos.

Mas a agência da ONU lembra que crianças e adolescentes geralmente têm sintomas menos severos da Covid-19 na comparação com os adultos e por isso, não é urgente vaciná-los.

Distribuição é meta

Meninos na Índia se protegem contra Covid-19 usando máscaras faciais.

Unicef/Vinay Panjwani

Meninos na Índia se protegem contra Covid-19 usando máscaras faciais.

A OMS divulgou sua declaração sobre o assunto nesta quarta-feira, pedindo aos países que continuem dando prioridade à imunização de idosos, pessoas com doenças crônicas e trabalhadores de saúde.

A agência defende ainda a equidade global no acesso às vacinas da Covid-19, por isso pede mais uma vez aos países que já atingiram uma alta cobertura vacinal para priorizarem a partilha de doses por meio do mecanismo Covax, antes que começarem a criar campanhas de imunização em crianças com baixos riscos de doenças severas.

Mortes de crianças

Levantamentos feitos pela OMS entre dezembro de 2019 e outubro de 2021 mostram que as crianças com menos de cinco anos de idade representam 2% dos casos globais de Covid-19, ou 1,9 milhão. Em quase dois anos, o vírus matou 1,797 crianças menores de cinco anos, representando 0,1% de todas as mortes registradas no mundo.

Crianças acima de cinco anos e adolescentes de até 14 anos representam 7% dos casos globais de Covid, com mais de 7 milhões afetados pela pandemia. Segundo a OMS, pessoas com menos de 25 anos de idade representam menos de 0,5% das mortes globais registradas.

Surtos esporádicos em escolas

Crianças e adolescentes foram afetados com encerramento das escolas.

Unicef/Schverdfinger

Crianças e adolescentes foram afetados com encerramento das escolas.

Segundo a OMS, crianças e adolescentes geralmente apresentam sintomas menos severos de SARS-CoV-2 na comparação com adultos. Ao mesmo tempo, a agência indica que fatores de risco em crianças tem sido reportados recentemente, incluindo obesidade e condições pré-existentes como diabetes tipo 2, asma, doenças do coração e pulmonárias e condições neurológicas e neuromusculares.

Surtos de Covid-19 tem sido identificados em escolas, acampamentos de férias e creches, especialmente quando não houve distanciamento físico nem uso de máscaras. Existem ainda evidências preliminares que apontam para o fato de que crianças mais novas são menos infecciosas.

Metas de imunização continuam

Apesar de um risco menor de contrair formas severas da Covid-19, a OMS lembra que crianças e adolescentes tem sido afetados de forma desproporcional com o encerramento das escolas.

Além de ter a rotina afetada, os menores de idade acabam perdendo nestas situações acesso a serviços fornecidos pelas escolas, como refeições, apoio presencial no aprendizado, terapias da fala e medidas de saneamento e higiene.

A OMS indica ainda que suas metas de imunização continuam mantidas: vacinar 40% da população mundial até o fim deste ano e conseguir com que 70% das pessoas estejam vacinadas até meados de 2022.

Comentários para "OMS diz que não há urgência para vacinas contra Covid em crianças":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Covid-19: O que se sabe até agora da variante batizada de Ômicron

Covid-19: O que se sabe até agora da variante batizada de Ômicron

Cientistas correm para decifrar genoma de vírus com 50 mutações

Novo Dia D de vacinação contra a Covid-19 no DF  é bem movimentado

Novo Dia D de vacinação contra a Covid-19 no DF é bem movimentado

Maria Rita, mãe de Phelipe, aproveitou o ponto instalado na Feira Central de Ceilândia para vacinar o filho, estudante de 12 anos

A menos de 3 meses de Olimpíada, Maratona de Pequim é cancelada devido à pandemia

A menos de 3 meses de Olimpíada, Maratona de Pequim é cancelada devido à pandemia

Um comunicado oficial foi publicado pelo comitê organizador, afirmando que

Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Desta vez, serão disponibilizados 11 pontos de vacinação, sendo nove em UBSs e dois pontos populares: Rodoviária do Plano Piloto e Feira Central de Ceilândia

Brasil fechará fronteiras aéreas para seis países da África, diz ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira

Brasil fechará fronteiras aéreas para seis países da África, diz ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira

Pela manhã, a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro minimizou o impacto de um fechamento de fronteira aérea para conter a covid-19.

OMS alerta: Europa pode registrar 2 milhões de mortes por Covid-19 até março de 2022

OMS alerta: Europa pode registrar 2 milhões de mortes por Covid-19 até março de 2022

Países europeus com alta de mortes entre idosos.

Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante

Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante

Na declaração, o órgão regulador também destaca a recomendação de se evitar viagens não essenciais, em especial à África do Sul Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

Dose de reforço para pessoas de 57 a 59 anos na próxima segunda-feira

Dose de reforço para pessoas de 57 a 59 anos na próxima segunda-feira

Segundo o subsecretário de Vigilância à Saúde, o DF está pronto para executar a aplicação das doses adicionais

Campanha de Mega Vacinação contra covid-19 começa neste sábado

Campanha de Mega Vacinação contra covid-19 começa neste sábado

Ação terá eventos simultâneos em seis capitais

China deve aprovar 1º medicamento contra o vírus da Covid-19 em dezembro

China deve aprovar 1º medicamento contra o vírus da Covid-19 em dezembro

A China deve aprovar, no próximo mês, o primeiro medicamento contra a covid-19 desenvolvido por uma farmacêutica chinesa e baseado no uso de anticorpos monoclonais, capazes de neutralizar o vírus, informou hoje (16) a imprensa estatal.

Vacinação e emergências funcionarão normalmente no feriado

Vacinação e emergências funcionarão normalmente no feriado

Veja o funcionamento de toda a rede pública de saúde na próxima segunda-feira (15)