×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 09 de agosto de 2022

'Empresário' que recebeu R$ 13,8 mi de verbas federais morava na periferia de SP

'Empresário' que recebeu R$ 13,8 mi de verbas federais morava na periferia de SP

Foto: Reprodução/RBS TV/C24Horas

Na vida real, porém Adson vivia numa casa modesta na zona norte de São Paulo, no bairro do Jaraguá.

Estadão Conteúdo - 05/08/2022 - 09:26:22

No papel, Adson Lima da Silva, de 33 anos, é um empresário: figura como sócio de uma companhia de construção em Maceió, tocada em parceria com a mulher, e que recebeu R$ 13,8 milhões em verbas federais repassadas a prefeituras alagoanas. Adson é também filho de um empresário do ramo de autopeças, cujo giro chega à casa das dezenas de milhões por ano. Na vida real, porém Adson vivia numa casa modesta na zona norte de São Paulo, no bairro do Jaraguá.

O Estadão esteve no endereço que consta em relatório da Polícia Federal vinculado ao CPF de Adson. O que era para ser a moradia do suposto empresário com contratos milionários em Alagoas é uma casa onde moram várias famílias. Segundo os vizinhos, Adson se mudou há alguns anos.

A PF suspeita que ele seja "laranja" em um esquema de desvio de verbas federais enviadas à cidade de Rio Largo (AL). Um inquérito reuniu indícios de que o prefeito de Rio Largo, Gilberto Gonçalves (Progressistas), teria usado duas empresas para desviar dinheiro público. Uma delas está registrada em nome de Adson.

FLAGRANTE

Na investigação, agentes federais gravaram imagens de pessoas sacando dinheiro das contas das empresas envolvidas e seguindo de carro até um beco onde eram entregues envelopes a veículos usados pela prefeitura de Rio Largo. O prefeito é o principal alvo da investigação.

Em 2007, Gonçalves e o atual presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), foram alvo da Operação Taturana, que resultou na condenação de Lira por improbidade administrativa - ele ainda recorre. Como deputado federal, Lira destinou, por meio de emendas do chamado orçamento secreto, recursos para Rio Largo. O presidente da Câmara não é citado no inquérito da PF sobre o prefeito.

Nos registros da Receita Federal, Adson aparece como um dos donos da construtora Litoral, de Maceió. Para a PF, porém, trata-se de uma empresa de fachada: a Litoral nunca teve nenhum empregado registrado e a sede informada é um quarto do hotel Aqua Inn, no bairro da Ponta Verde, na capital alagoana. A empresa recebeu R$ 13,8 milhões de várias prefeituras de Alagoas de 2019 até fevereiro de 2022.


Adson também trabalhou em uma empresa de autopeças, chamada Reauto, que existe de fato e pertence ao pai dele, Ailton. Segundo a PF, a Reauto recebeu R$ 49 milhões, valores considerados "incompatíveis" com a estrutura da empresa. Adson, seu irmão Alisson e outras pessoas ligadas à Litoral e à Reauto fizeram 233 saques na boca do caixa, de quantias acima de R$ 10 mil, a maior parte deles tinha o valor de R$ 49 mil - uma forma de driblar o Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que notifica retiradas acima de R$ 50 mil.


COMUNIDADE

O imóvel onde Adson viveu em São Paulo é uma casa simples na comunidade Jardim Ipanema, no Jaraguá, na zona norte de São Paulo. A fachada é pintada em amarelo vivo, e na parede há cinco relógios de medição de energia, sugerindo que ali vivem várias famílias. Moradores do local disseram conhecer os irmãos Adson e Allison. Segundo os vizinhos, Adson voltou para Alagoas há quatro ou cinco anos, e visita São Paulo eventualmente.

RESPOSTA

Por intermédio de sua assessoria, Lira afirmou que destina verbas para prefeitos que o apoiam, como fazem os demais parlamentares. Gonçalves não se manifestou.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


fonte: Estadão Conteudo


Comentários para "'Empresário' que recebeu R$ 13,8 mi de verbas federais morava na periferia de SP":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
Operação Res Capta: MPF denuncia 27 pessoas por corrupção, associação criminosa e crimes ambientais

Operação Res Capta: MPF denuncia 27 pessoas por corrupção, associação criminosa e crimes ambientais

Ministro suspende novo decreto que reduziu IPI de produtos que concorrem com os produzidos na ZFM

Ministro suspende novo decreto que reduziu IPI de produtos que concorrem com os produzidos na ZFM

“O TSE não está só, porque a sociedade não tolera o negacionismo eleitoral”, afirma Fachin

“O TSE não está só, porque a sociedade não tolera o negacionismo eleitoral”, afirma Fachin

Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas

Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas

60 anos da psicologia é marcada por manifestações em defesa da democracia

60 anos da psicologia é marcada por manifestações em defesa da democracia

Roubo de celular vira ‘porta de entrada’ para invasão a contas e cartões

Roubo de celular vira ‘porta de entrada’ para invasão a contas e cartões

Por que as eleições deste ano podem ser as mais atípicas já vistas no Brasil?

Por que as eleições deste ano podem ser as mais atípicas já vistas no Brasil?

“É mito que o álcool faz bem para a saúde”, diz médica da Opas

“É mito que o álcool faz bem para a saúde”, diz médica da Opas

TSE e Kwai estreiam Central das Eleições

TSE e Kwai estreiam Central das Eleições

Preso sob acusação de matar Marielle é condenado por tráfico de armas

Preso sob acusação de matar Marielle é condenado por tráfico de armas

UnB divulga nota à comunidade sobre a doença Monkeypox

UnB divulga nota à comunidade sobre a doença Monkeypox

Internautas cobram cassação do registro de Damares por fake news contra Lula

Internautas cobram cassação do registro de Damares por fake news contra Lula

Prazos processuais judiciais voltam a fluir no TJDFT

Prazos processuais judiciais voltam a fluir no TJDFT

MPDFT apresenta resultados da aplicação de medidas alternativas em 2021

MPDFT apresenta resultados da aplicação de medidas alternativas em 2021

Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos de R$ 2,5 bilhões neste ano

Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos de R$ 2,5 bilhões neste ano

Ministério da Saúde lança Campanha Nacional de Vacinação

Ministério da Saúde lança Campanha Nacional de Vacinação

Deputados tentam tirar dados negativos de próprios verbetes na Wikipédia

Deputados tentam tirar dados negativos de próprios verbetes na Wikipédia

Neca Setubal: 'Sociedade civil e entidades acordaram'

Neca Setubal: 'Sociedade civil e entidades acordaram'

Brazilian Day Japão acontece no mês de setembro em Hamamatsu

Brazilian Day Japão acontece no mês de setembro em Hamamatsu

CNMP desmente que processará procuradores que assinaram manifesto

CNMP desmente que processará procuradores que assinaram manifesto

MPF solicita que PF e Funai investiguem incêndio que atingiu aldeia Xavante

MPF solicita que PF e Funai investiguem incêndio que atingiu aldeia Xavante