ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de maio de 2018

Profissão: Desenvolvedor de games

Profissão: Desenvolvedor de games

Setor é um dos que mais cresce no país e já arrecadou mais de R$1 bi em 2017

Por Ivana Sant’Anna – Foto: Reprodução - 07/02/2018 - 06:38:57

Não, jogos de videogame não são só uma diversão para adultos e crianças. Apesar de mais de 66 milhões de brasileiros serem jogadores regulares, segundo Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais, ser desenvolvedor de games já virou profissão.

O mercado consumidor desses produtos colocou o Brasil na posição de número 13 do mundo quando se trata de vendas de jogos eletrônicos. Bom para os profissionais de roteiro, desenho de cenários, trilha sonora, animações com modelagem em 2D e 3D, além daqueles que ficam por conta da funcionalidade dos jogos. E é esse o panorama que destaca o setor, segundo a diretora executiva da Abragames, Eliana Russi: "a cadeia é bem eclética, com bastante possibilidade de encaixe dos profissionais". Ela ressaltou que esse é um "setor que está crescendo muito rápido e muito forte".

E existem muitas vagas. Segundo a Apex-Brasil, 300 empresas atuam no setor e estão concentradas, principalmente em São Paulo. Com o surgimento de novas plataformas, como tablets e smatphones, houve ainda a democratização da oferta de jogos e novas possibilidades para desenvolvedores de programas.

Comentários para "Profissão: Desenvolvedor de games":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório