ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 22 de maio de 2018

Os 12 melhores locais para visitar na Nazaré

Os 12 melhores locais para visitar na Nazaré

Uma pequena e pitoresca vila que se tornou num destino mundial de surf e atrai cada vez mais turista. Estes são os melhores locais para visitar na Nazaré, Portugal

Por Vortexmag / Foto: Divulgação - 11/05/2018 - 11:42:40

Típica vila de pescadores, sede de um pequeno município, com casario branco espalhado sobre encostas íngremes, e rodeada de enormes penhascos, a Nazaré é um dos preferidos destinos turísticos do País, que tem conseguido manter muitas das suas tradições. Nos dias de hoje é ainda possível passear pelas ruas da Nazaré, e nomeadamente no seu aprazível paredão junto à praia, e encontrar locais albergando os típicos trajes desta vila, os pescadores vestidos com camisas de xadrez e calças pretas, e as suas mulheres com sete saiotes, muitas vezes executando as típicas tarefas piscatórias da região: a remendar as redes de pesca ou a secar o peixe sobre o areal.

No topo da Vila situa-se o Sítio, com melhor miradouro da Vila, o Miradouro do Sunerco com acesso por estrada ou pelo conhecido Elevador que executa uma agradável viagem de cerca de 110 metros. O Sítio é uma localidade muito visitada por peregrinos, com a Igreja da Nossa Senhora da Nazaré, o Hospital, o Terreiro da Romaria e o Museu Etnográfico e Arqueológico Dr. Joaquim Manso e o o Forte de S. Miguel Arcanjo, do século XVII, onde está instalado o farol. O Elevador leva a um dos locais mais emblemáticos da Nazaré: a Ermida da Memória, rezando a lenda que foi aqui que Nossa Senhora, ao ser invocada pelo alcaide D. Fuas Roupinho, o salvou de se despenhar da alta falésia, ao perseguir, a cavalo, um veado, corria o ano de 1182.

Praia da Nazaré
Praia da Nazaré

No extremo oposto da praia, encontra-se a Pederneira, que foi durante os séculos XII e XIV um porto de mar, onde existiu um dos estaleiros mais activos do reino de Portugal. Na Vila existem outros monumentos dignos de registo, como o Pelourinho, o edifício dos Paços de Concelho e a Igreja Matriz da Nossa Senhora das Areias do século XVI e a Igreja da Misericórdia do século XVII. Uma praia espectacular localizada na própria vila, o casario branco dos pescadores e enormes penhascos sobre um mar de um azul intenso fazem desta vila piscatória um destino turístico de eleição, sobretudo devido às suas características tradicionais, ao comércio do mais variado Artesanato regional, à imensa oferta de Restauração e de Alojamento para todos os bolsos, e à conceituada Gastronomia, baseada sobretudo em frescos produtos do Mar. Estes são os melhores locais para visitar na Nazaré.

1. Santuário de Nossa Senhora da Nazaré

O Santuário de Nossa Senhora da Nazaré fica localizado na praça principal da cidade, no Sítio da Nazaré. Trata-se de um templo muito importante, totalmente dedicado à padroeira, a Santa de Nazaré. É lá que se realiza uma grande festa em comemoração ao dia em que supostamente a santa apareceu, 8 de Setembro.

Santuário da Nossa Senhora da Nazaré
Santuário da Nossa Senhora da Nazaré

Esta festa é anual e dura aproximadamente 10 dias. A igreja data do século XVII e foi mandada construir pelo rei D. Fernando, a fim de guardar a imagem da virgem, após a crescente peregrinação à Capela da Memória ou Ermida da Memória.

2. Capela da Memória

A pequena Capela da Memória representa uma grande importância para a aldeia de Nazaré, uma vez que surge da fundação desta vila piscatória. Esta capela foi construída junto aos grandes penhascos e, segundo a lenda, foi construída por ordem de D. Fuas Roupinho, alcaide de Porto de Mós, uma vila vizinha.

Capela da Memória

Tanto o seu interior como a fachada da capela quadrada são decorados pelo belíssimo painel de azulejos azuis e brancos datados dos séculos XVII e XVIII, onde pode ver alusões à lenda de Fuas Roupinho. Ao lado desta, um monólito recorda a visita do Vasco da Gama, que pediu fortuna à Virgem nas suas perigosas viagens.

3. Forte de São Miguel Arcanjo

O Forte de São Miguel Arcanjo está localizado num penhasco rochoso, a caminho da praia do Norte, na pitoresca vila da Nazaré, Portugal. Esta fortaleza foi erguida para servir como protecção aos sucessivos ataques na praia de piratas argelinos, marroquinos e normandos. As mais recentes obras de melhoria, cuja data está marcada na porta, foram encomendadas pelo rei D. João IV, a meados do século XVII.

Canhão da Nazaré, na Praia do Norte

As actuais muralhas deste notável monumento militar foram construídas sobre as do anterior forte, construído por D. Sebastião em 1577, e as modificações introduzidas por João IV correspondem ao início da pujança da pesca para a Nazaré. Este miradouro oferece excelentes vistas panorâmicas, com a Praia do Salgado a leste, a vila da Nazaré a norte e a praia do Norte a oeste.

4. Miradouro do Suberco

O Miradouro do Suberco, a 110 metros de altitude, abre-se a um dos mais belos panoramas marítimos de Portugal. O longo promontório que guarda e protege a Praia tem no seu extremo o Forte de S. Miguel Arcanjo. A 80 metros de altitude é o miradouro privilegiado sobre o mar e a Pedra do Guilhim, rochedo batido pelas vagas mesmo em frente.

Miradouro do Suberco
Miradouro do Suberco

Este é um excelente local para a pesca desportiva, onde os mais aventureiros desafiam o mar que salpica de espuma as falésias, convidando à meditação. Da barbacã do Forte, para Sul, a vista alcança horizontes longínquos e a vila ganha uma nova dimensão; para norte, descobre-se o vasto areal da Praia do Norte. Bela e desconhecida, rodeada de dunas e pinhais, protegida a sul pelo promontório, que na sua base esconde uma pequena gruta natural – o Forno d´Orca.

5. Capela de Santo António

A Capela de Santo António situa-se na Avenida da República da Nazaré, de frente para o mar. Foi construída em 1861, com o dinheiro dos pescadores, que contribuíram com 1% dos seus lucros como “dinheiro para o Santo”.

Capela de Santo António
Capela de Santo António

A sua fachada é completamente coberta com azulejos, representando a imagem de Santo António. O seu interior, de uma só nave, coberta por um telhado de madeira e paredes revestidas por um silhar de azulejos brancos e azuis, alberga uma capela-mor onde é exibida a imagem de Santo António.

6. Gruta Natural do Forno de Orca

A Gruta do Forno de Orca, localizada na base de um promontório, ao lado da Praia do Norte, supõe uma história geológica da Nazaré e está intimamente relacionada entre a paisagem e a ocupação humana do território. Esta caverna natural está moldada numa estrutura de pedra calcária e oferece muitas evidências da actividade erosiva ao longo do tempo.

Gruta Natural do Forno de Orca
Gruta Natural do Forno de Orca

A caverna está localizada, quando o mar está mais calmo, bem longe da água, portanto, a sua entrada é geralmente fácil. Mas quando o mar está em maré alta, com ondas fortes que violentamente vão contra o penhasco, a água entra na caverna.

7. Casa Museu do Pescador

A Casa-Museu do Pescador, localizada na vila turística da Nazaré, criada da iniciativa privada de um amante das tradições da sua terra natal, e foi inaugurada em 1999. Actualmente, foi recuperada e restaurada.

Casa Museu do Pescador
Casa Museu do Pescador

Tanto o seu exterior como o seu interior representam uma casa típica de uma família de pescadores e comerciantes nazarenos, como nas décadas de 1930-1950. Nela verá electrodomésticos e mobiliário da época, bem como telas e algumas miniaturas de navios antigos da Nazaré.

8. Sítio da Nazaré

O Sítio da Nazaré é um dos principais bairros, onde toda a história da cidade começou. Fica no alto de uma montanha e é um local onde prevaleça a peregrinação e culto, já que foi lá que a Nossa Senhora de Nazaré, segundo a lenda, apareceu. O acesso até o topo do Sítio é feito de carro ou a pé, através de uma escada.

Sítio da Nazaré
Sítio da Nazaré

Mas há também um ascensor, que leva do alto do Sítio até à Praia da Vila, o que é muito mais cómodo na hora de ir de um lugar para o outro. No sítio da Nazaré há alguns pontos turísticos que vale a pena ressaltar: o Santuário da Nossa Senhora da Nazaré, o Miradouro do Suberco, a Ermida da Memória, o forte de São Miguel Arcanjo e a Praia do Norte (onde ocorrem as maiores ondas e se realizam campeonatos de surf).

9. Museu da Nazaré

O Museu Etnográfico e Arqueológico Dr. Joaquim Manso, popularmente conhecido como Museu da Nazaré, é um museu de carácter regional, que está localizado numa antiga casa do início do século XX sobre o Sítio na Nazaré, Portugal. Este museu tem várias colecções permanentes e de diferentes áreas (arqueologia, etnografia, escultura, pintura, fotografia, entre outras) na região da Nazaré, bem como algumas exposições temporárias.

Museu da Nazaré
Museu da Nazaré

Actualmente, o Museu oferece uma perspectiva, especialmente etnográfica marítima, através da exposição de vários tipos de barcos de pesca típicos da vila e o traje tradicional dos seus habitantes. Embora a sua arqueologia, a história da vila e o culto mariano também estão muito presentes nas suas exposições.

10. Praia da Vila da Nazaré

A Praia da Nazaré é de ocupação humana relativamente recente. As primeiras referências sobre a pesca na Nazaré datam de 1643, no entanto, só no início de oitocentos a população se começou a fixar no areal. Os pescadores locais habitavam, sobretudo, nas partes altas – Sítio e Pederneira – dado que os constantes ataques dos piratas argelinos e holandeses tornavam o areal pouco seguro. Só no séc. XIX, posteriormente às invasões francesas, é que se reuniram condições de segurança necessárias à fixação dos pescadores junto à praia.

Nazaré
Nazaré

Na década de 60, o Turismo descobriu o encanto desta vila e a Nazaré começou a ser conhecida internacionalmente. Visitada anualmente por milhares de turistas nacionais e estrangeiros, a Nazaré é hoje uma vila moderna e sempre animada. Percorrer as suas ruas estreitas e perpendiculares ao mar, é descobrir um modo de vida peculiar e autêntico, onde as surpresas espreitam a cada esquina. Beleza, memórias, charme e tradições fazem da Nazaré a mais inesquecível das praias portuguesas.

11. Praia do Salgado

Protegida pela Serra da Pescaria (a norte) e pela Serra dos Mangues (a sul), localiza-se na freguesia de Famalicão a Praia do Salgado, um destino muito procurado por quem gosta de tranquilidade. Devido às suas condições naturais, é, igualmente, um destino muito procurado por praticantes de desportos de aventura, como a Asa Delta ou o Parapente. Afastada do centro da vila, o principal acesso à Praia do Salgado faz-se de carro, havendo, muito próximo do areal, um pequeno parque de estacionamento público, gratuito.

Praia do Salgado
Praia do Salgado

A qualidade da água balnear da Praia do Salgado já obteve diversas distinções “Qualidade de Ouro”, certificado atribuído pela Associação Ambientalista Quercus, cujo objectivo é realçar as praias que, ao longo de vários anos (cinco, neste caso), apresentam sistematicamente uma água balnear de boa qualidade ou qualidade excelente (tendo em conta a classificação da legislação em vigor), e que, nesse sentido, oferecem uma maior fiabilidade no que respeita à qualidade da água. Apesar de muito procurada, é uma praia sem concessionário, pelo que a vigilância de banhistas e utilizadores é, praticamente inexistente.

12. Praia do Norte

Conhecida pelas suas ondas grandes, perfeitas e incríveis, a Praia do Norte encontra-se sob a influência do fenómeno “Canhão da Nazaré”. Trata-se de um acidente geomorfológico raro, o maior da Europa e um dos maiores do mundo, que consiste numa falha na placa continental com cerca de 170 quilómetros de comprimento e cinco quilómetros de profundidade.

Praia do Norte
Praia do Norte

O “Canhão da Nazaré” canaliza a ondulação do oceano Atlântico para a Praia do Norte, praticamente sem obstáculos, proporcionando a criação de ondas com um tamanho fora do normal em comparação com a restante costa portuguesa. Um verdadeiro playground para os amantes dos desportos de ondas.

Comentários para "Os 12 melhores locais para visitar na Nazaré":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório