×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 21 de agosto de 2018


MPDFT apoia iniciativa de moradores para preservar o ciclo das águas no Setor Taquari

MPDFT apoia iniciativa de moradores para preservar o ciclo das águas no Setor Taquari

Localizada em uma região que compreende o Varjão e trechos do Lago Norte e do Paranoá, a Serrinha do Paranoá abriga nascentes e córregos, trilhas ecológicas e áreas preservadas de Cerrado, além de uma bela vista.

Da Assessoria De Comunicação / Do Mpdf / Foto: Pública - Pixabay - 07/08/2018 - 07:39:51

Moradores da Serrinha se uniram para fazer o mapeamento comunitário das nascentes da região e traçar um plano de preservação da área, responsável por fornecer água limpa ao Lago Paranoá, que se tornou fonte de abastecimento público. A iniciativa integra o projeto Águas da Serrinha, que conta com o apoio da Universidade de Brasília (UnB), do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e do Viveiro Comunitário do Lago Norte.

Em 2016, no início da crise hídrica, o anúncio da instalação de um novo trecho do Setor Habitacional Taquari na região acendeu o alerta vermelho entre moradores, ambientalistas, pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) e Ministério Público. Para evitar a urbanização da área sem soluções que garantissem a preservação de seus recursos hídricos e a recarga dos aquíferos, a Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (Prodema) expediu recomendação ao Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e conseguiu a suspensão da licença de instalação do empreendimento imobiliário da Terracap (Etapa I, Trecho 2).

A promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente Marta Eliana de Oliveira fala sobre a importância ambiental da região e a necessidade de Brasília deixar para trás um modelo de urbanização ultrapassado e adotar novos critérios nos projetos de expansão urbana. Ela explica que é preciso buscar soluções para preservar os sistemas naturais produtores de água e utilizar o ciclo da água urbano, como forma de combater a escassez hídrica e respeitar a capacidade de suporte do Lago Paranoá, usado também para diluir esgotos e receber águas da drenagem pluvial urbana.

Em 27 de julho, representantes da 3ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (Prodema), do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e da Administração do Lago Norte se reuniram para tratar sobre as adequações dos projetos de drenagem pluvial, esgotamento sanitário e paisagismo do empreendimento aos conceitos de “Cidades sensíveis à água”, para que a sua implantação seja liberada pelo instituto.

Comentários para "MPDFT apoia iniciativa de moradores para preservar o ciclo das águas no Setor Taquari":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório