×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de setembro de 2018


Comportamento reflete inveja e ciúmes dos jogadores do Sporting

Comportamento reflete inveja e ciúmes dos jogadores do Sporting

Quando se põe em causa a dignidade e o profissionalismo, quem não se sente não é filho de boa gente

Abola.pt - Foto: Divulgação - 08/04/2018 - 21:54:03

Para Octávio Machado, a decisão de Bruno de Carvalho suspender os jogadores é um desrespeito para com a dignidade e o profissionalismo dos atletas do clube.

«Não é primeira vez, já aconteceu noutras alturas, um “eu” muito grande que se quis sobrepor a todos os outros “eus”, desrespeitando dignidade e profissionalismo daqueles que têm a obrigação de no campo materializar os desejos e objetivos de uma instituição com a grandeza do Sporting. Quando se põe em causa a dignidade e o profissionalismo, quem não se sente não é filho de boa gente. E é inadmissível que tenha acontecido, muito triste», disse n’A BOLA TV, antes de acrescentar:

- Com isto tudo, este plantel está mais unido que nunca, coeso, sólido, triste por não ter conseguido o resultado melhor, que merecia.

E prosseguiu: «Não se pode pôr em causa jogadores que têm sido referências, como Mathieu, Coentrão, inclusive Gelson. Como pode um presidente pôr em causa esse mesmo jogador, atribuindo defeitos que vão fazer os potenciais compradores desvalorizar. Há coisas que não fazem sentido nem no conteúdo, nem na forma e muito menos na oportunidade.»

«Sou homem do futebol, do balneário. O “eu” é uma coisa que já não se pratica em lado algum, é sinónimo de megalomania, vaidade, ninguém consegue nada sozinho. Quando se entra em campo não há eu, há nós, e é isso que conduz ao êxito, senão os conflitos surgem», prosseguiu.

Octávio Machado recordou que se passou com Marco Silva e considerou que o comportamento de Bruno de Carvalho «reflete inveja, ciúmes pelos jogadores».

«Jorge Jesus tem uma situação muito difícil e crítica para gerir. Vai lidar com isto com o máximo profissionalismo, dignidade, continuando o excelente trabalho que tem vindo a fazer», referiu, adiantando que o comunicado dos jogadores «é uma demonstração de gente que está ofendida, e tem razões, porque ofenderam a sua dignidade, profissionalismo e valores, que têm de ser respeitados». «Não pode ser o presidente a pôr em causa», rematou.

Comentários para "Comportamento reflete inveja e ciúmes dos jogadores do Sporting":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório